Hilda By Duane Bryers

Hilda Pin Up Plus Size


Um dos meus primeiros contatos com  ilustrações de pin ups, foram com Hilda Pin Up. Ah Hilda, Hilda... ela é sem dúvida alguma um furacão! E dos grandes! A pin up plus size, ruiva e atrapalhada, pousa em imagens divertidas e encantadoras. Pouco conhecida pelo público brasileiro inclusive, creio eu, pelos que gostam da pin up art, Hilda é muito mais que um mulherão é uma fonte de inspiração para as mulheres atuais que sofrem pelo fato de se enquadrarem no tal modelo de beleza imposto pela mídia. Minha dica com esse post é: Seja qual for o número do seu manequim, ama-se e divirta-se!


Hilda, é uma pin up atípica, fora dos padrões de beleza inclusive para sua época de criação, seus desenhos ilustraram milhares de calendários entre os anos de 1950 a 1980 tendo seu  ápice durante os anos 60.
Durante 36 anos de trabalho, Duane Bryers o criador de Hilda pintou cerca 250 figuras. Duane afirma em entrevista concedida em 2002 quando estava com 91 anos, que raramente utilizava modelos e que inclusive sua filha que teria um biotipo totalmente oposto ao de Hilda fora sua modelo para algumas ilustrações, e que a imagem real  da pin up voluptuosa e cômica fora fruto de sua imaginação e que sua concepção não fora baseada em nenhuma modelo real.


Duane Bryers afirma ter duas ilustrações preferidas de sua pin up, a primeira seria Hilda olhando-se no espelho e avaliando seu chapéu, e outra em que ela varre a sujeira para debaixo do tapete.



As ilustrações de Hilda Pin Up Plus Size são na maioria das vezes compostas por cenas cômicas onde ela aparece desajeitava, quase sempre em apuros. Retrata a beleza da mulher sexy, romântica, bem humorada e sempre envolvida com os animais com seu jeito descontraído ela tem uma áurea de sedução ao mesmo tempo ingênua e despretensiosa que encanta e seduz com toda sua simplicidade.



Veja a seguir uma seleção de muitas das mais lindas pinturas de Hilda by Duane Bryers que foram pintadas utilizando a técnica de aquarela em tinta guache entre os anos  de 1957 a 1970, feitos especialmente para a Brown&Bigelow, embora o Mr. Bryers tenha continuado a pintar originais para calendários até o início da década de 80.


























O artista nasceu em Michigan, EUA em 1911 e viveu 100 e 11 meses anos. 

Cintia Giroto

Muito obrigada por sua visita, espero que tenha gostado do viu por aqui e espero ter a honra de seu retorno. Sua opinião é muito importante, conto com seu comentário. Beijinhos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário