Valentine's Day - A Origem


Mais que uma simples data festiva, o Dia de São Valentim busca expressar o mais primitivo dos sentimentos, o amor; que mesmo com o passar das Eras ainda não foi totalmente compreendido nem por amantes nem por poetas tampouco por estudiosos.
As origens do Dia dos Namorados estão envoltas em mistério. Os pesquisadores assim como e historiadores, defendem  teorias afim de explicar como 14 fevereiro tornou-se sinônimo do "Dia do Amor" mais carinhosamente conhecido de Valentine's Day em diversos países há vários séculos.


Cartão inglês de St. Valentine da Era Vitoriana
Raízes Mitológicas 


Na Roma antiga era celebrada a Lupercália, que simbolizava a purificação que devia acontecer em Roma ao fim do ano (que começava em Março). Anualmente, um corpo especial de sacerdotes, os lupercos sodais (luperci sodales) eram eleitos entre os patrícios mais ilustres da cidade.
Na data prevista,os lupercos daquele ano encontravam-se na gruta Lupercal para sacrificarem dois bodes e um cão e serem ungidos na testa com o sangue da lâmina do sacrifício, com uma lã embebida em leite. Vestiam-se então do couro dos animais, simbolizando Fauno Luperco - deus da natureza Pã,que teria tomado a forma de uma loba e amamentado os gêmeos Rômulo e Remo - do qual arrancavam tiras, chamadas februa, com as quais saíam ao redor da colina a chicotear o povo, em especial as mulheres inférteis, que se reuniam para assistir o festival.
A Lupercália era uma festa de fim de ano. Acreditava-se que essa cerimônia servia para espantar os maus espíritos e para purificar a cidade, assim como para liberar a saúde e a fertilidade às pessoas açoitadas pelos lupercos.Tratava-se também dum rito de passagem, simbolizando a morte e a ressurreição, celebrando assim a vida.
A associação com a fertilidade viria de as chicotadas deixarem a carne em cor púrpura. Essa cor representava as prostitutas sacerdotais da Ara Máxima, também chamadas lobas.
Caracterizada pela licenciosidade, que mais tarde foram adotadas nas festas de Carnaval.
As Lupercais, era observada entre 13 e 15 de fevereiro, como uma festa pastoril local para a cidade de Roma. O Festival mais geral de Juno Februa, que significa "Juno o purificador" ou "o casto Juno", foi celebrado em 13-14 fevereiro. 
Alan Butler , historiador eclesiástico do século XVII, afirmou em seu compêndio, ''Lifes of the Principal Saints'', que durante o tempo de festival, as mulheres escreviam cartas anônimas de amor e deixavam em uma grande urna. Os homens de Roma, então, retiravam essas cartas e procuravam ardentemente identificar suas autoras, perseguindo a mulher que havia escrito a mensagem escolhida
Luperci espirituoso chicoteando as mulheres.
Festas da Lupercalia de Andrea Camassei 1635

Na realidade, essa prática se originou na Idade Média, sem vínculo com a Lupercália, com homens escrevendo os nomes de moças ao acaso para casar com eles. Este costume foi combatido por sacerdotes, um deles foi o bispo Frances de Sales por volta de 1600, aparentemente substituindo-o por um costume religioso de meninas escrevendo os nomes dos apóstolos do altar . No entanto, este costume religioso é registrado desde o século 13 na vida de Santa Isabel da Hungria, por isso poderia ter uma origem diferente.

Embora não existam evidencias suficientes que possam comprovar qualquer ligação entre o Dia de São Valentim e os ritos da antiga festa romana, esta é umas das teorias aceitas e difundidas por alguns escritores ainda nos dias de hoje.



Um santo para o Amor



📝Pesquisadores teorizaram que Gelasius I (492-496)substituiu a Lupercalia pela celebração da Purificação de Maria em 14 de fevereiro e reivindicou uma conexão com as conotações do século 14 do amor romântico, mas não há nenhuma indicação histórica de que o Pontífice tenha feito tal coisa.Além disso, as datas não se encaixam porque na época de Gelasius I a festa foi celebrada apenas em Jerusalém, e foi em 14 de fevereiro apenas porque Jerusalém colocou a Natividade no 6 de janeiro. A chamada "Purificação de Maria", tratava principalmente da apresentação de Jesus no templo.A Purificação de Maria de Jerusalém em 14 de fevereiro tornou-se a "Apresentação de Jesus no Templo" em 2 de fevereiro, quando foi introduzida em Roma e em outros lugares no século VI, depois do tempo de Gelasius I.

A substituição da Lupercalia pela celebração de São Valentim foi sugerida pelos pesquisadores Kellog e Cox. O escritor Henry Ansgar Kelly em seu livro, Chaucer and the Cult of Saint Valentine (1986), diz: "É difícil acreditar, então, que o papa Gelasius poderia ter introduzido a festa da Purificação para contrariar a Lupercalia, e de fato os registros históricos de seu pontificado não dão nenhuma sugestão de tal ação".

Um ninho de amor

No século XVII, ingleses e franceses passaram a celebrar são Valentim como a união do Dia dos Namorados. Na Idade Média, dizia-se que o dia 14 de fevereiro era o primeiro dia de acasalamento dos pássaros. Por isso, os namorados usavam esta ocasião para deixar mensagens de amor uns aos outros.
A primeira associação registrada ao dia de São Valentim ao amor romântico está no Parlement of Foules (1382) - '' O Parlamento das Aves" - em um poema escrito por Geoffrey Chaucer.

"For this was on seynt Volantynys dayWhan euery bryd comyth there to chese his make."
["For this was on St. Valentine's Day, when every bride cometh there to choose his mate."]
 ''Por isso no dia de San Valentim, quando toda noiva vem para escolher seu par''. 

A frase acima, faz parte  de um poema escrito para homenagear o primeiro aniversário do noivado do Rei Ricardo II da Inglaterra com Ana de Boémia. 
Os leitores acreditaram que Chaucer estava se referindo a 14 de fevereiro como Dia dos Namorados; no entanto, meados de fevereiro é um tempo improvável para que as aves se acasalem na Inglaterra. Chaucer pôde ter tido em mente o dia da festa de St. Valentine de Genoa, um bispo de Genoa que morreu em torno do ano 307; este, provavelmente celebrado em 3 de Maio.  Vale ressaltar que a data em que a primavera começou a mudar parte desde a época de Chaucer, por causa da precessão dos equinócios e da introdução do calendário gregoriano que aconteceu em 1582. No calendário juliano Em uso na época de Chaucer, 14 de fevereiro teriam caído em 23 de fevereiro, um tempo em que algumas aves começavam o acasalamento e aninhamento na Inglaterra.
Três outros autores que fizeram poemas sobre pássaros acasalando no dia de São Valentim por volta dos mesmos anos: Otton de Grandson de Savoy, John Gower da Inglaterra e um cavaleiro chamado Pardo de Valência. Chaucer muito provavelmente antecedeu todos eles, mas, devido à dificuldade de datar obras medievais, não é possível determinar qual dos quatro primeiros teve a idéia e influenciou os outros.

Tempos Modernos

Em 1797, uma editora britânica publicou um livro de poemas chamodo ''The Young Man's Valentine Writer'', que continha dezenas de versos românticos  sugeridos para o jovem amante incapaz de compor o seu próprio. As impressoras já haviam começado a produzir um número limitado de cartões com versos e esboços, chamados de “mechanical valentines” . Os cartões de Valentim tornou-se tão popular na Inglaterra no início do século 19 que eles foram produzidos em fábricas. Cartões extravagantes eram feitos com laços e fitas de tecidos, o laço de papel foi introduzido em meados do século XIX. 
Em 1835, 60.000 cartões de San Valentim foram emitidos pelo correio na Grâ Bretanha, apesar do custo postal ser caro naquele período.
Uma redução nas taxas seguindo as reformas postais de 1840 criou o selo Penny Black, elevou  o número de cartões postados, com 400.000 enviados apenas um ano após a sua invenção, e introduziu os cartões menos personalizado que os antigos, porém mais fácil e prático de enviar as mensagens aos namorados. Isso tornou possível, pela primeira vez, trocar cartões anonimamente, o que é tomado como a razão para a aparição súbita de versos em uma época, de outra forma prudentemente vitoriana. 
A produção aumentou a chamada "Cupid's Manufactory", de Charles Dickens com mais de 3.000 mulheres empregadas na fabricação. A coleção de cartão de Laura Seddon em Manchester Metropolitan University reuniu 450 cartões do Dia dos Namorados que datam do início do século XIX Grã-Bretanha, impresso pelos grandes editores da época. 
Nos Estados Unidos, a tradição surgiu em 1840, depois que Esther Howland vendeu US$ 5000 em cartões do Dia dos Namorados, uma quantia considerada muito elevada para época. Intrigada com a idéia de fazer cartões similares aos Europeus, Howland começou seu negócio importando o laço de papel e as decorações florais da Inglaterra. Desde aí, o costume de enviar cartões continuou crescendo, a troca deles é feita não somente entre namorados ou casados ,mas também entre amigos, alunos e professores e todos aqueles que se deixam envolver pelo espírito de amor fratenal. No século XX o Valentine's Day torna-se um fenômeno cultural americano, ganha asas e espalha-se por todo o mundo. Por esse motivo, hoje na América, a data é considerada um ''Hallmark Holiday'', ou seja, uma data ligada a fins comercias. A Hallmark Cards é uma empresa do ramo na criação de cartões para eventos comemorativos e outros itens. A empresa não se credita como criadora de tal referencia.  
Foi a partir do século XIX, que as notas manuscritas deram lugar a cartões de felicitações produzidos em massa e na segunda metade do século XX, a prática de trocar cartões foi estendida a todos os tipos de presentes. 

Cartão publicado em 1883 nos EUA
Em 1969, o Papa Paulo VI retirou a data no calendário oficial da igreja romana com o motivo que a comemoração seria local ou nacional. No entanto outras denominações cristãs ortodoxas como a Anglicana e Luterana o mantiveram. 
Numa mistura entre festival romano pagão e  martírio de sacerdotes cristãos, lendas e poemas, surge o Valentine's Day, comemorado hoje mundialmente, cada pais com suas peculiaridades e alguns com datas, nomes e adições diferentes. 
No Brasil a data é chamada de Dia dos Namorados e celebrada no dia 12 Junho tendo como representante, Santo Antônio conhecido como santo casamenteiro. Veja o artigo Dia dos Namorados a brasileira e saiba como surgiu a comemoração em nosso país. 


Fonte:Wikipédia
Tradução e edição Soul Retro

Soul Retro

Muito obrigada por sua visita, espero que tenha gostado do viu por aqui e espero ter a honra de seu retorno. Sua opinião é muito importante, conto com seu comentário. Beijinhos.

2 comentários:

  1. Olá! Amei teu post, muito bem explicado e, gente, como adoro saber sobre as origens de comemorações assim, é bom pra vermos quantas influências culturais recebemos de forma indireta... Cacoete de historiador também rsrsrsrs

    bjs

    Inajara

    www.vintageandgeek.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada Inajara, fico feliz que tenha gostado. Tb acho muito legal conhecer mais sobre as culturas que acabamos incorporando as nossas e mtas vezes nem nos damos conta de como elas surgiram. Bjs e fique a vontade pra voltar qndo quiser ;)

      Excluir
:) :( ;) :D :-/ :P :-O X( :7 B-) :-S :(( :)) :| :-B ~X( L-) (:| =D7 @-) :-w 7:P \m/ :-q :-bd